fbpx

Lisboa Ocidente

Alfama, São Jorge, Chiado, Carmo, Belém, Jerónimos e Descobrimentos.
Peça o nosso catálogo por Whats’App

O “Tour Lisboa Ocidente” inicia-se no centro da cidade de Lisboa e termina em Belém.

Começamos a visita por Alfama e Castelo de São Jorge. Alfama é um dos bairros mais antigos de Lisboa. Foi durante muito tempo um bairro de pescadores e com muitas igrejas, tendo sido a maioria delas destruídas no terramoto de 1775. As escavações arqueológicas levam-nos até à época do Império Romano e Visigodos. Em Alfama podemos visitar a , as ruínas do teatro Romano, o Castelo de São Jorge, os Miradouros de Santa Luzia e Portas do Sol, a Feira da Ladra, o Panteão Nacional, o Museu do Fado, e muito mais…

De Alfama seguimos para o Chiado. O Largo Camões é a nossa primeira referência, fazendo jus ao poeta que tornou vivas as memórias das Descobertas Portuguesas autor da maior obra literária portuguesa e intemporal Os Lusíadas. Descendo na direção do nascer do sol, ladeados por duas imponentes igrejas históricas, vamos tomar um café com Fernando Pessoa, outra grande figura portuguesa da nossa literatura, poeta, filósofo, dramaturgo…, tradutor de Shakespeare para a língua portuguesa.

Não esqueceu o café na Brasileira? Vamos precisar de alguma energia para subir até ao Largo Trindade e depois descer ao Largo do Carmo para acedermos ao topo do emblemático elevador de Santa Justa e apreciar a Baixa de Lisboa na perspectiva oposta ao Castelo de São Jorge. Do topo do elevador podemos apreciar de perto as ruínas do Convento do Carmo parcialmente destruído no terramoto de 1775 e a fantástica recuperação da Rua do Carmo e Armazéns do Chiado destruídos pelo grande incêndio de Lisboa em 1988.

Talvez seja por agora uma boa ideia recuperar energias e escolher um lugar para almoçar.

Após o recobro físico seguimos para Belém. Para viajantes das Américas para nós é importante lembrar os primeiros navegantes aéreos a fazer a travessia do Atlântico Sul, os Almirantes Gago Coutinho e Sacadura Cabral. Aprecie o “conforto” da réplica da aeronave onde estes heróis “abriram caminho” para que hoje estivéssemos aqui. Finalmente, deparamo-nos diante da imponente Torre de Belém, originalmente ladeada por água, outrora baluarte de defesa da cidade de Lisboa e eleita uma das sete maravilhas de Portugal.

Faltam duas paragens. Seguimos agora em direção ao Monumento dos Descobrimentos ou Padrão dos Descobrimentos, erguido em 1940 por ocasião da Exposição do Mundo Português, para lembrar dos descobridores portugueses e tendo na sua “proa” uma figura imponente do quinto filho do Rei Dom João I, o Infante Dom Henrique o nosso descobridor de referência.

Sugerimos a travessia a pé pelo túnel por debaixo da linha férrea Lisboa-Cascais até ao emblemático Mosteiro dos Jerónimos, outra das sete maravilhas de Portugal, com estatuto panteão, erguido em memória da descoberta do caminho marítimo para a Índia e com os proventos desse comércio. Levou cerca de 100 anos a ser concluído.

O Tour só podia terminar na fábrica dos famosos Pasteis de Belém. Mas não fique à porta, entre, aprecie uma parte desta fábrica centenária desde 1837, sente-se e saboreie uns quantos pasteis enquanto o seu guia lhe conta mais uma história.

Amanhã, ou quando regressar a Belém, não deixar de visitar o nosso melhor e mais soberbo Museu dos Coches e do outro lado da linha o espantoso e monumental edifício da grande central elétrica que em tempos iluminou Lisboa.

Obrigado por viajar connsoco,
A equipa Arado Azul

Open chat
Precisa de ajuda?