fbpx

Oeste

Oeste.
Cascais, Sintra, Cabo da Roca, Azenhas do Mar, Mafra
Peça o nosso catálogo por Whats’App

Cascais é uma das mais belas vilas portuguesas, com ocupação desde o neolítico, vila de pescadores e agricultores. A partir do século XIX a vila, pelos seus dotes paisagísticos e proximidade da capital, despertou o interesse das elites burguesas portuguesas e estrangeiras, e essa dinâmica resultou na construção de vistosos edifícios. A linha férrea Cais do Sodré – Cascais, especialmente depois da sua eletrificação nos anos 30 trouxe ainda maior dinamização económica à vila assim como a todas as localidades da orla costeira. Percorreremos toda a Marginal até Cascais e depois até à Praia do Guinho.

Sintra, bela, mística e medieval, mergulhada numa frescura e penumbra que nunca se dissipa, delicia-nos com palácios e edifícios que não podem ser encontrados em nenhum outro lugar. Sintra não escapa às sucessivas investidas de ocupação e consequentes transformações. Cada esquina tem uma história, cada edifício tem uma arquitetura única. Sintra é um dos lugares mais procurados por turistas que visitam Lisboa.

De Sintra passaremos a um passeio mais natural e que nenhuma guerra ou ocupação conseguiu modificar ao longo de séculos. No Cabo da Roca, o extremo mais ocidental da plataforma continental europeia, apenas temos um marco de sinalização do local, um farol e uma loja com artesanato. O resto é paisagem.

Seguimos agora para as Azenhas do Mar, uma bela aldeia construída em cima de uma escarpa, um quadro indispensável de propaganda do nosso país no estrangeiro. “Azenha” é um mecanismo que aproveita o fluxo das águas para mover moinhos e é precisamente a existência de alguns desses equipamentos que dão o nome à aldeia.

Mafra é uma vila famosa pelo seu Palácio-Convento. Foi mandado construir por Dom João V no Século XVIII e é a obra mais grandiosa do país em estilo Barroco. O palácio tem 1200 divisões, 4700 portas e janelas, 156 escadarias e 29 pátios. O palácio tem ainda dois carrilhões de sinos num total de 98, os maiores do mundo do século XVIII. Há muito mais por descobrir sobre este fantástico palácio.

Obrigado por viajar connsosco.
A equipa Arado Azul.

Open chat
Precisa de ajuda?